Desembargador decide pela reabertura do comércio em Goiânia

Em uma guinada no Judiciário de Goiás, o Sindicato dos Condomínios e Imobiliárias de Goiás (Secovi) conseguiu uma decisão favorável pela reabertura do comércio varejista, camelódromos, centros comerciais e shoppings da capital, que poderão voltar a funcionar nesta semana, como estabelece o decreto da Prefeitura de Goiânia que tinha sido suspenso pela Justiça. A decisão, tomada na noite desta segunda-feira (22), saiu poucas horas depois de a entidade ter um recurso negado pelo juiz Lionardo José de Oliveira.

A Justiça expediu as duas decisões em cima da disputa judicial entre a prefeitura, associações comerciais e o Ministério Público Estadual (MP-GO). De um lado, a prefeitura e as entidades querem reabrir parte da economia e, de outro, os promotores querem manter fechado centros comerciais que podem causar aglomeração de pessoas para evitar a disseminação do coronavírus. O MP informou que vai recorrer da decisão que libera o funcionamento do comércio.

A decisão do desembargador Luiz Eduardo de Sousa devolveu o efeito do decreto municipal que normatiza a reabertura gradual da economia em duas etapas: comércio varejista, shoppings centers, centros comerciais e camelódromos podem reabrir nesta semana. As lojas e galerias da Região da Rua 44 voltam a funcionar em 30 de junho. Todo o comércio citado precisa seguir normas de segurança definidas pela prefeitura para conter a disseminação do coronavírus na capital.

Por Rafael Oliveira, G1 GO

Fonte: https://g1.globo.com/go/goias/noticia/2020/06/22/desembargador-decide-pela-reabertura-do-comercio-em-goiania.ghtml

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *